Postado por Larissa Kiddo 0 Comments


Se você já se aventurou em jogos como The Legend of ZeldaFinal Fantasy ou qualquer outro game em que é preciso invadir masmorras e cavernas, certamente já deve ter se perguntado quem é o responsável pela criação daqueles corredores sombrios e repletos de armadilhas. Quem criaria um local assim e deixaria um tesouro somente para atrair curiosos? A resposta pode ser encontrada em Dungeons.
Neste game para PC, você não assume o papel de nenhum guerreiro ou explorador, mas de um demônio cujo único objetivo é se alimentar da alma de heróis gananciosos. Para isso, como na história infantil de “João e Maria”, é preciso deixar pequenas migalhas de ouro pelo caminho e levar suas presas à morte certa.
Img_normal



Alimentando sua presa
A grande proposta de Dungeons é resgatar um gênero que há algum tempo não recebia um game de respeito. A mecânica segue os mesmos moldes do clássico Dungeon Keeper, ou seja, proteger suas relíquias da invasão de aventureiros. A diferença deste lançamento, entretanto, é que você incentiva o avanço dos NPCs pelos estreitos corredores.
Permitir esse avanço é apenas parte da estratégia. À medida que os heróis encontram tesouros e outros objetos no caminho, suas almas se enchem de alegria e cobiça – o tempero favorito de um demônio medieval. Sendo assim, você deve gerenciar bem seus recursos para elevar a “Soul Energy” dos exploradores até o momento ideal de matá-los.
Mais do que simplesmente agradá-los com algumas moedas douradas, você deve fazer com que o personagem não se irrite durante a viagem. Colocar vários monstros em um só ponto, por exemplo, pode fazer com que a força da alma caia. O ideal é pensar como alguém que invade uma masmorra – algo que sabemos que você já fez inúmeras vezes.
Além disso, esses aventureiros também podem se vislumbrar com a aparência e os perigos de seu labirinto, o que lhe concede os chamados “Prestigie Points”. Esse prestígio libera o acesso a novos itens, monstros e prisões, além de grandes baús de ouro para tornar a invasão ainda mais tentadora.
Obter esse tipo de pontuação exige uma boa noção de design de interiores, mesmo que seja para o mal. Quanto mais sombrio e impactante for o local, maior será o respeito que os guerreiros terão pela entidade que criou tudo aquilo. Sendo assim, é preciso saber os pontos ideias para adicionar velas, caveiras e monstros.
De dentro para fora
A construção de seu calabouço em Dungeons é feita de dentro para fora. Mais do que roubar a alma dos invasores, você deve proteger o coração de seu covil para que os mais corajosos não cheguem ao núcleo de sua força. Se isso acontecer, fim de jogo.
Img_normal


Logo no início, você possui um pequeno exército de goblins que vai ajudá-lo a erguer paredes e criar obstáculos para dificultar o avanço dos exploradores. Como dito anteriormente, você também pode posicionar armadilhas e até mesmo criaturas malignas para retardar ou impedir uma aproximação maior do coração da caverna.
No entanto, essa mecânica é o maior problema do jogo. Como você deve arquitetar do centro para o exterior, os itens iniciais – e, portanto, mais fracos – estão posicionados na parte que deve ser a mais protegida da caverna. Se o jogador não perceber esse detalhe, corre o risco de deixar seu tesouro desprotegido diante de um bárbaro mais durão.

Reações: 

0 Responses so far.

Postar um comentário